Mês: dezembro 2017

LIVRO NAS BATIDAS DO SAMBA

O cavaquinho realiza um trabalho harmônico, melódico e percussivo, por isso entendemos sua enorme possibilidade. Em parceria com o Prof Nestor Habkost, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), resolvemos estudar e pesquisar com maior profundidade este instrumento por perceber que existem lacunas nas batidas (levadas) com o objetivo de desenvolver uma metodologia própria. O resultado está presente em dois livros, o primeiro “Nas batidas do samba” foi publicado em 2004 e o segundo terá lançamento ainda em 2018.

livro-batidas-samba-wagner-segura

“Nas Batidas do Samba” é um livro onde são ensinadas 40 batidas de cavaquinho através de um sistema de notação original que permite distinguir, em cada modo de fazer as batidas, os efeitos que se deve extrair das cordas do cavaco para obter variados movimentos sonoros. Este sistema é constituído por setas diferenciadas e pela distinção de cordas graves e agudas que também está grafado na escritura musical. Acompanha o livro, um CD com a execução sonora destas batidas e de sequências harmônicas das músicas que servem de referência para as batidas. Além disso, há uma discografia e o livro é bi-língue (português/inglês).

Em nossas observações constatamos que boa parte dos cavaquinhistas tocam samba com um repertório muito pequeno de variações, nosso método pretende ampliar este repertório e ao mesmo tempo auxiliar no aprimoramento técnico do jeito de tocar cavaco.

 

Comprar        

 

Depoimentos sobre o livro

 

 

O “Método de ritmos brasileiros”, que está em fase de diagramação e gravação, terá suporte exclusivamente digital. Veio inspirado no resultado do primeiro, na metodologia e didática que se demonstraram eficientes no ensino do cavaquinho. O primeiro estava focado principalmente no samba e neste segundo exemplar a ênfase foi dada ao choro que possui uma variedade rítmica muito grande. Além do choro, estão presentes outras batidas de samba que não se encontram no primeiro livro e batidas de ritmos nordestinos como baião, xote, coco e frevo.